Ensino técnico gratuito a distância

Telecurso TEC oferece, com supervisão do Centro Paula Souza, três opções gratuitas de formação pela internet

Criado em 2008, o Telecurso TEC oferece três opções gratuitas de formação técnica direcionadas ao eixo de gestão e negócios: administração, comércio e secretariado. O programa é uma parceria da Fundação Roberto Marinho com o Governo paulista e tem a supervisão do Centro Paula Souza. Com duração de 800 horas de estudo (três semestres), o programa de ensino a distância certificou 28,7 mil profissionais no Estado, desde sua criação.

O módulo inicial (básico), ministrado no primeiro semestre, é o mesmo para os três cursos do Telecurso TEC. Todo o conjunto do material didático (livros e vídeos) fica disponível para download no site do Centro Paula Souza, em arquivos nos formatos PDF e ePUB.

As aulas são transmitidas pela televisão, nos canais Cultura, de segunda a sexta, às 5h35min; e Futura, de segunda a sexta-feira, às 5h30min e às 13h10min, e aos sábados e domingos, às 6h30min e às 13 horas. Além desses horários, é possível conferir as lições a qualquer momento no site YouTube, usando celular, computador ou tablet.

Ritmo e tempo

O Telecurso TEC oferece três modalidades: aberta, on-line e semipresencial. Em todas elas, o pré-requisito para participar é ter ensino fundamental completo. A modalidade aberta dispensa ingresso pelo processo seletivo (Vestibulinho) das Escolas Técnicas Estaduais (Etecs).

É uma opção escolhida por muitos profissionais empregados, dispostos a aprender mais e enriquecer o currículo. Nela, o aluno estuda por conta própria, de acordo com o seu ritmo e tempo, mas precisa, no final de cada semestre, se inscrever em uma das 28 Etecs polo para fazer a prova presencial e ser aprovado para, assim, conquistar a certificação.

Com três horas de duração, o exame consiste de 30 testes de múltipla escolha, considerando as competências adquiridas pelo aluno ao longo do curso e inerentes à formação profissional. Para ser aprovado, é preciso acertar no mínimo 16 questões. Uma das formas para se preparar para o exame é acessar o Facebook do Telecurso TEC. A página do programa na rede social traz questões de exames anteriores resolvidas e comentadas (ver serviço).

Se for aprovado, o estudante recebe certificado de qualificação profissional técnica e avança para o módulo seguinte. Finalmente, quando conclui a terceira etapa, recebe o diploma, expedido pelo grupo de estudo de educação a distancia do Centro Paula Souza.

Aluno regular

Nas modalidades semipresencial e on-line do Telecurso TEC é exigida a aprovação no Vestibulinho – e o candidato classificado se torna aluno regular de uma Etec. O conteúdo pedagógico é transmitido por meio do ambiente virtual de aprendizagem, plataforma de ensino a distância e interação de alunos, tutores e professores com diversos recursos tecnológicos agregados – blogs, portfólios e bate-papo.

Na modalidade on-line, o curso é 100% pela internet, com acompanhamento dos professores e coordenadores do Centro Paula Souza. Na semipresencial, 80% da carga horária são ministrados pela internet; os 20% restantes ficam a cargo de um professor, cuja aula semanal presencial de seis horas ocorre, geralmente, aos sábados. Em ambas as opções, o aluno também precisa estar presente para fazer prova semestral e prosseguir nos estudos.

Oportunidade

Na primeira etapa, a prova semestral da modalidade aberta será aplicada no dia 20 de junho, às 9 horas, e o período de inscrição vai de 6 de abril a 6 de maio. O candidato deve procurar a secretaria da Etec polo onde deseja fazer a prova, pagar taxa de R$ 30 e preencher a ficha de inscrição. Ele deve apresentar documentos originais (RG, CPF e certificado de conclusão do ensino fundamental ou médio).

Para fazer o exame do segundo módulo, o aluno deve apresentar, ainda, o certificado da etapa inicial concluída. Essa regra vale também para o terceiro período, exigindo apresentação e entrega da documentação dos dois módulos iniciais.

Três diplomas

“Com afinco e dedicação é possível, em três anos e meio, concluir as três formações do Telecurso TEC”, destacam Juçara Montenegro e Lídia Ramos, duas das coordenadoras do programa de formação técnica e profissional. Elas comentam que o perfil dos estudantes é variado e formado por alunos de diversas idades, a partir de 15 anos. “Ter disciplina e se organizar é o passo mais importante para ser bem-sucedido no ensino a distância”, asseguram.

A paulistana Elize Raquel, de 29 anos, confirma essa tese. Com ensino médio completo, depois do nascimento do seu filho, queria ampliar seus conhecimentos antes de procurar emprego, mas não tinha com quem deixar a criança para estudar. Disposta a ter uma formação, acordava com o despertador para assistir às aulas na TV Cultura e, assim, concluiu a distância o curso de secretariado. Graduada pela primeira vez, prestou duas vezes o Vestibulinho – e finalizou administração e comércio, ambos na modalidade semipresencial na Etec Martin Luther King, localizada no Tatuapé, zona leste da capital.

O primeiro diploma lhe garantiu registro profissional na Delegacia Regional do Trabalho (DRT). Depois, fez estágio em secretariado na Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Seguiu estudando e foi aprovada em concurso para secretária da Defensoria Pública da União. Hoje, é funcionária dos Correios. “Recomendo o Telecurso TEC a todos”, diz, orgulhosa.


Cidade Etec
Americana Polivalente de Americana
Araçatuba Araçatuba
Araraquara Professora Anna de Oliveira Ferraz
Atibaia Professor Carmine Biagio Tundisi
Barretos Coronel Raphael Brandão
Cachoeira Paulista Professor Marcos Uchôas dos Santos Penchel
Cafelândia Professora Helcy Moreira Martins Aguiar
Diadema Juscelino Kubitschek de Oliveira
Garça Deputado Paulo Ornellas Carvalho de Barros
Guarujá Alberto Santos Dumont
Itararé Itararé
Jales Dr. José Luiz Viana Coutinho
Matão Sylvio de Mattos Carvalho
Miguelópolis Laurindo Alves de Queiroz
Mogi-Guaçu Euro Albino de Souza
Presidente Prudente Professor Dr. Antônio Eufrásio de Toledo
Registro Registro
Santa Rita do Passa Quatro Manoel dos Reis Araújo
Santana de Parnaíba Professora Ermelinda Giannini Teixeira
São Carlos Paulino Botelho
São José dos Campos São José dos Campos
São José do Rio Preto Philadelpho Gouvêa Netto
São Paulo (Santana) Artes
São Paulo (Sapopemba) Sapopemba
São Paulo (Tatuapé) Martin Luther King
Serrana Ângelo Cavalheiro
Sorocaba Fernando Prestes
Taquarituba Professora Terezinha Monteiro dos Santos

Serviço

Vestibulinho Etecs
Telecurso TEC (aulas e material didático)
E-mail – telecursotec@centropaulasouza.sp.gov.br
Facebook Telecurso TEC
Telefone (11) 3327-3066

Rogério Mascia Silveira
Imprensa Oficial – Conteúdo Editorial

Reportagem publicada originalmente na página III do Poder Executivo I e II do Diário Oficial do Estado de SP do dia 26/03/2015. (PDF)

Fique de olho no Telecurso

Inscrição termina dia 28; candidato deve pagar R$ 25 de taxa e escolher uma das 24 Etecs polos do programa

Estão abertas até o dia 28 as inscrições para o exame presencial dos três módulos do Telecurso TEC. Para fazer a prova, o interessado paga taxa de R$ 25 e se inscreve, de segunda a sexta-feira, em uma das 24 Escolas Técnicas Estaduais (Etecs) polos do programa (ver boxe).

O Telecurso TEC oferece três cursos: administração, comércio e secretariado, cada um com jornada de 800 horas, divididas em três módulos. Após a prova presencial de cada módulo, quem obtém as notas necessárias recebe um certificado de qualificação técnica. Ao concluir os três módulos, o aluno terá o diploma de técnico, com validade nacional.

Para concorrer, o candidato deve entregar preenchida a ficha de inscrição, disponível no Comunicado Oficial do Programa, no site do Centro Paula Souza (ver serviço). Ele precisa também deixar cópia e apresentar os originais do RG, CPF e, no caso do Módulo 1, dos certificados de conclusão do ensino fundamental ou do ensino médio. Para o Módulo II, deverá ser entregue o certificado de conclusão do Módulo I; no caso do Módulo III, os certificados dos Módulos I e II.

Tirando dúvidas

O exame será aplicado às 9 horas do dia 17 de maio, na Etec em que o candidato se inscreveu. O gabarito será divulgado no mesmo dia da prova, a partir das 14 horas, no site do Centro Paula Souza; e a lista de aprovados será veiculada no dia 24 de junho.

Para esclarecer dúvidas, há um blog e um fórum exclusivos disponíveis (ver serviço). O programa de educação a distância oferece as modalidades aberta, on-line e semipresencial (disponível nas Etecs).

Na modalidade aberta, o aluno participa individualmente do curso. Ele acompanha as atividades propostas nos livros e nos programas diários de televisão, exibidos nas emissoras Globo, Cultura e Canal Futura. As aulas também podem ser assistidas no site da Globo (ver serviço). Já o material didático, com sete apostilas no formato PDF, pode ser copiado gratuitamente do site do Paula Souza. Semestralmente, realiza-se o exame presencial.

O modelo on-line, por sua vez, oferece o apoio de um tutor e do Ambiente Virtual de Aprendizagem e o aluno recebe informações pela internet. Para frequentá-lo, o aluno deve participar de um processo seletivo – o Vestibulinho.

O modelo semipresencial integra aulas presenciais e a distância, com o auxílio de um professor orientador de aprendizagem e oferece diversos recursos. O ingresso se dá por meio do chamado Vestibulinho.

Lançado em 2007, com o objetivo de expandir a oferta de ensino profissionalizante, o Telecurso TEC é um programa do Centro Paula Souza que promove formação técnica e qualificação profissional a distância.


Locais de inscrição

Etec Cidade Endereço Telefones
Polivalente de Americana Americana Av. Nossa Senhora de Fátima, 567 – Vila Israel (19) 3468-4071 / 3468-1611
Araçatuba Araçatuba Av. Prestes Maia, 1.764 – Jardim Ipanema (18) 3625-8677
Cel. Raphael Brandão Barretos Av. Trinta e Sete, 646 – Baroni (17) 3322-2341 / 3322-1419 / 3323-1099
Prof. Marcos Uchôas dos Santos Penchel Cachoeira Paulista Av. Afonso Pereira da Silva, 96 – Vila Carmen (12) 3103-1493 / 3101-2816
Profª Helcy Moreira Martins Aguiar Cafelândia Praça Sagrado Coração de Jesus, 70 – Centro (14) 3554-1184
Juscelino Kubitschek de Oliveira Diadema Rua Guarani, 735 – Serraria (11) 4056-1302 / 4043-2447
Dep. Paulo Ornellas Carvalho de Barros Garça Rua Prof. Edson José Puga, 100 – José Ribeiro (14) 3406-1296 / 3471-1534
Alberto Santos Dumont Guarujá Rua Dona Vitória, 502 – Jd. São Miguel (13) 3382-5677/4173
Itararé Itararé Rua Campos Salles, 1.320 – Centro (15) 3532-5194 / 3531-2770
Dr. José Luiz Viana Coutinho Jales Chácara Municipal – Córrego Tambory (17) 3632-9007 / 3632-9004
Sylvio de Mattos Carvalho Matão Rua Cesário Mota, 644 – Centro (16) 3382-1226 / 3382-6878
Laurindo Alves de Queiroz Miguelópolis Fazenda Lageado, s/nº (16) 3835-1370 / 3835-1942
Euro Albino de Souza Mogi-Guaçu Rua Antônio Luiz Filho, 350 – Jardim Novo II (19) 3831-2890
Prof. Dr. Antônio Eufrásio de Toledo Presidente Prudente Rod. Raposo Tavares, km 561 – Pontilhão (18) 3221-1665 / 3223-2067
Registro Registro Rua Tamekichi Takano, 5 – Centro (13) 3822-4531
Manoel dos Reis Araújo Santa Rita do Passa Quatro Av. Paris, 79 – Cinelândia (19) 3582-2100 / 3582-4685
Profª Ermelinda Giannini Teixeira Santana de Parnaíba Rua Fernão Dias Falcão, 196 – Centro (11) 4154-7185 / 4154-7142
Paulino Botelho São Carlos Rua Marechal Deodoro, 3.183 – Vila Nery (16) 3371-1027
Philadelpho Gouvêa Netto São José do Rio Preto Av. dos Estudantes, 3.278 – Jd. Aeroporto (17) 3233-9823 / 3233-9266
São José dos Campos São José dos Campos Av. Salmão, 570 – Parque Residencial Aquarius (12) 3942-7806 / 3942-4571 / 3941-1571
Artes São Paulo Av. Cruzeiro do Sul, 2.630, Prédio II – Santana (11) 2089-0740 / 2089-0741
Martin Luther King São Paulo Rua Apucarana, 815 – Tatuapé (11) 2091-7465 / 2093-8636
Ângelo Cavalheiro Serrana Rua José Correia Filho, 750 – Jardim Boa Vista (16) 3987-4964 / 3987-5500 / 3987-5501
Fernando Prestes Sorocaba Rua Natal, 340 – Jardim Paulistano (15) 3221-9677 / 3221-2044

Serviço

Telecurso TEC
Inscrição, informações e material didático gratuito
Fórum de dúvidas
Vestibulinho
Globo

Rogério Mascia Silveira
Imprensa Oficial – Conteúdo Editorial

Reportagem publicada originalmente na página III do Poder Executivo I e II do Diário Oficial do Estado de SP do dia 19/03/2014. (PDF)

Conheça os vencedores da 7ª Feteps

Feira Tecnológica do Centro Paula Souza mostra projetos inovadores criados por alunos das Etecs e Fatecs estaduais

O Centro Paula Souza anunciou os 17 projetos campeões da sua 7ª Feira Tecnológica (Feteps), realizada anualmente. Em 2013, um total de 29 mil visitantes conferiu, de 22 a 24 de outubro, na Expo Barra Funda, na capital, 256 trabalhos inovadores de alunos de Escolas Técnicas Estaduais (Etecs), Faculdades de Tecnologia do Estado (Fatecs) e de instituições de ensino de outros Estados e países.

Formadas por alunos e professores orientadores, as equipes premiadas receberam tablets e troféus. A comissão julgadora foi composta por grupos de formados entre 35 e 38 professores. No total, avaliaram 180 trabalhos de Etecs e de 50 Fatecs que concorreram em sete categorias. (veja abaixo)

Entre outros objetivos, a Feteps estimula os estudantes a encontrarem, coletivamente, soluções simples, baratas e acessíveis para desafios científicos e problemas da sociedade. Assim, muitos projetos têm apelo de inovação tecnológica e de viés empreendedor, e acabam gerando novos negócios e serviços.


Antibiótico vegetal e natural

Vem da Etec Itanhaém, no litoral paulista, uma novidade na área de farmacologia. Os alunos Jéferson Silva e Natany Weller, do curso técnico em Meio Ambiente, desenvolveram um princípio ativo para ser usado como antibiótico alternativo ao produzidos à base de toxinas de fungo, que causam alergias em muitos pacientes.

O estudo rendeu à dupla de estudantes e ao professor José Adriano de Barros o primeiro lugar na categoria Ciências Biológicas e Agrárias, na 7ª Feteps. E já despertou o interesse de empresas e de grupos de pesquisas em financiar testes farmacológicos aprofundados.

Com o nome ainda sob sigilo, à espera de ser patenteado, o princípio ativo é extraído de um vegetal típico da restinga e comum no litoral brasileiro e da América Central, a Dalbergia ecastophyllum. A planta é um arbusto que atinge até 2,5 m de altura e é conhecido pelos nomes populares de rabo-de-bugio e jacarandazinho-da-praia.

Jéferson, idealizador do projeto, destaca que o estudo surgiu a partir da sua observação da grande concentração de espécies de abelhas em todas as partes da planta. Os insetos sociais a usam para produzir o própolis, antibiótico natural de uso farmacológico já testado, aprovado e usado em larga escala.

O diferencial da Dalbergia, explica o estudante, é originar um própolis de coloração avermelhada, com propriedades anti-inflamatórias potencializadas. A inovação da pesquisa desenvolvida na Etec Itanhaém foi concentrar os estudos no ciclo de vida e reprodução da planta, fonte do própolis, em vez de privilegiar as abelhas.

Ao longo da evolução da Dalbergia, o princípio ativo do vegetal se desenvolveu como uma defesa da planta contra fungos e bactérias. Os índios e a medicina popular descobriram que não havia contra-indicações no uso humano e a empregavam como fitoterápico, esfregando as folhas em feridas, para acelerar a cicatrização.

Além das propriedades terapêuticas, o princípio ativo foi testado com sucesso como defensivo agrícola em culturas de tomate e morango na estufa da Etec. O grupo de estudo de Itanhaém, formado por professores de diversas áreas e seis alunos, a classificou de alternativa ‘agro-orgânica’, por ter origem natural e sustentável, para substituir os agrotóxicos.


Motocicleta tetraflex

Motocicleta Tetraflex, projeto dos alunos Ricardo Fonseca, Luciano Gomes e Renato Paixão, do curso de Tecnologia Eletrônica Automotiva da Fatec Santo André, rendeu o primeiro prêmio na categoria Tecnologia Industrial e Infraestrutura.

Orientado pelo professor Cleber Gomes, o projeto inédito já havia sido classificado entre os 200 melhores do Congresso SAE Brasil 2013, o maior do gênero de mobilidade do País. O estudo propõe e comprova na prática, a viabilidade de uma moto adaptada para funcionar de modo híbrido, alimentada por quatro combinações possíveis de combustíveis: gasolina, etanol, gás natural veicular (GNV) e uma mistura dos três anteriores em qualquer proporção.

Embora perca 18% de desempenho, a adoção do GNV no protótipo compensa. O combustível é mais barato e menos poluente do que o etanol e a gasolina usados pelas motos convencionais e traz a vantagem de aumentar a vida útil do motor.

O trabalho consumiu nove meses. O protótipo usado foi com uma moto de 150 cilindradas, ano 2011, bicombustível (flex), que foi comprada por R$ 1,7 mil. Além deste gasto, o projeto e adaptação do sistema tetracombustível custaram mais R$ 1 mil.

No projeto, a motocicleta recebeu um cilindro atrás do banco capaz de armazenar 1,8 metro cúbico de GNV e exige que sempre haja gasolina no tanque, para permitir a partida e deslocamento inicial. Depois da ignição, após 20 segundos, a tecnologia desenvolvida verifica, de modo automático, se a rotação do motor atingiu 1,6 mil giros. Em caso afirmativo, o GNV passa a alimentar os bicos injetores do motor.  Ricardo Fonseca, um dos alunos campeões, observa que com o tanque e cilindro cheios é possível rodar até 550 quilômetros.


Os três campeões nas outras categorias

Inclusão Social

Internacional

Parceiro nacional

  • Centro de Educação Profissional Helio Augusto de Souza (Cephas), de São José dos Campos
    Disseminação da Ciência e Tecnologia

Etecs e Fatecs vencedoras

1) Ciências Humanas, Sociais e Artes

2) Gestão e Ciências Econômicas

3) Ciências Biológicas e Agrárias

4) Informática e Ciências da Computação

  • Etec de São Roque
    Sistema de Gerenciamento de Recursos Humanos
  • Fatec Itu
    Software Libraille: jogo para alfabetização de crianças cegas e surdas

5) Tecnologia Industrial e Infraestrutura

6) Segurança e Saúde

7) Tecnologia Química, de Alimentos, da Agroindústria e da Bioenergia

Rogério Mascia Silveira
Imprensa Oficial – Conteúdo Editorial

Reportagem publicada originalmente na página IV do Poder Executivo I e II do Diário Oficial do Estado de SP do dia 31/10/2013. (PDF)