Unicamp é eleita a melhor universidade latino-americana

Esta é a segunda edição no continente do ranking anual realizado por revista britânica especializada em avaliar instituições de ensino superior; USP ficou em 2º lugar

A revista britânica Times Higher Education (THE), uma das mais respeitadas publicações dedicadas ao ensino superior no mundo, elegeu a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) como a melhor da América Latina.

No ranking anual da publicação, divulgado na quinta-feira, 20, a instituição paulista ficou à frente de outras 80 concorrentes em 13 indicadores de desempenho em cinco áreas: Ensino (o ambiente de aprendizado); Pesquisa (volume, renda e reputação); Citações (influência nas pesquisas); Visão internacional (pessoal, alunos e pesquisa); e Renda industrial (transferência de conhecimento).

Este é o segundo ano de avaliação de instituições de ensino superior na América Latina e o resultado foi recebido com satisfação pelo reitor Universidade Estadual de Campinas, Marcelo Knobel. “É sempre motivo de orgulho estar bem posicionado em avaliações internacionais. Trata-se de um reconhecimento ao trabalho realizado. Temos agora um reforço extra para buscar manter essa posição de destaque”, considerou.

No Ranking THE 2017, a segunda posição é ocupada pela Universidade de São Paulo (USP). Entre as dez primeiras colocadas há mais três instituições brasileiras. São elas: Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), que aparece no ranking pela primeira vez; Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); e Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). A UFRJ melhorou três posições, passando do 8º lugar para a 5ª colocação. O mesmo ocorreu com a PUC-Rio, que na atual avaliação ocupa a 6ª posição e no ano passado estava na 9ª.

O Brasil apresenta o melhor desempenho entre as instituições de ensino superior da América Latina, e aparece 32 vezes entre as 81 indicadas. Chile, Colômbia e México completam a lista das dez primeiras. Pontifícia Universidade Católica do Chile e a Universidade do Chile mantiveram, respectivamente, a terceira e a quarta posição. A Universidade dos Andes, da Colômbia, aparece na 10ª posição (no ano passado ocupava a 5ª). A Universidade Nacional Autônoma do México e o Instituto de Tecnologia e Ensino Superior de Monterrey, no México, aparecem, respectivamente, na 8ª e 9ª posição.

O editor dos rankings Times Higher Education, Phil Baty, considerou “fantástico ver duas universidades de qualidade internacional competirem pelo prestígio de ser a principal instituição brasileira no ranking”. Baty acrescentou: “A USP é a maior e mais tradicional das duas instituições, enquanto a Unicamp é menor e mais conhecida por ser especializada em pesquisas médicas e científicas. Essas duas universidades tão diferentes representam a diversidade e a excelência do ensino superior do País”.

Excelência

Sobre o desempenho do Brasil na pesquisa, Baty comentou: “Apesar de o País estar bem representado, somente 18 universidades brasileiras estão entre as 50 melhores. Isso significa uma piora em relação ao resultado do ano passado, quando 23 estavam presentes. No total, 20 universidades locais baixaram de posição. Algumas conseguiram melhorar a pontuação total em relação à obtida no ano passado, mas acabaram perdendo terreno graças ao aumento da concorrência ou, então, porque as outras instituições evoluíram em ritmo mais acelerado”, completa.

Entre as brasileiras, São Paulo teve também a Universidade Estadual Paulista (Unesp), na 12ª colocação. As três instituições do Estado já têm calendários definidos para quem deseja ingressar nos seus cursos de graduação em 2018. Mais informações em Unesp, USP e Unicamp divulgam calendário do Vestibular 2018.

Rogério Mascia Silveira
Imprensa Oficial – Conteúdo Editorial

Reportagem publicada originalmente na página I do Poder Executivo I e II do Diário Oficial do Estado de SP do dia 22/07/2017. (PDF)

Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.