Estação Brás da CPTM recebe inscrição para cirurgia de catarata

Prazo para paciente com mais de 50 anos de idade e dificuldade de visão estende-se até 14 de agosto; interessado no procedimento médico gratuito deve apresentar RG e comprovante de endereço

Cidadão a partir de 50 anos com baixa visão ou com dificuldade para enxergar tem prazo até 14 de agosto para comparecer no Espaço Cultural da Estação Brás da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), das 9 às 17 horas, de segunda a sexta-feira, região central da capital, e realizar sua inscrição grátis no 18º Mutirão de Cirurgia da Catarata. O procedimento será realizado no final de agosto, em data ainda a ser definida.

Realizada desde 2002 pela instituição beneficente Instituto São Paulo de Ação Voluntária, a ação social possibilitou a realização de mais de 25 mil cirurgias. De acordo com Valter Lima, do Grupo Escoteiro Cruzeiro do Sul e um dos voluntários engajados na recepção dos pacientes na Estação Brás (Rua Domingos Paiva, 600), o interessado deve apresentar documento pessoal com foto e comprovante de endereço.

Mais locais

Segundo Liezi Lanza, diretora financeira do Instituto São Paulo, no ato da inscrição o paciente é informado da data e do local onde realizará os exames pré-cirúrgicos. “Quem não puder ir à Estação Brás, pode se inscrever em outros quatro postos, todos na zona leste da capital: a loja 427 do Shopping Aricanduva, localizada na Avenida Aricanduva 5.555, Vila Matilde; a Praça Barão de Itaqui, 685, no Tatuapé; a Avenida Mateo Bei, 2.618, em São Mateus; e a Praça Verde do Poupatempo Itaquera, na Avenida do Contorno, 60, em Itaquera.

“O mutirão reúne equipe multidisciplinar formada por 300 profissionais, entre médicos, enfermeiros e voluntários”, informa Liezi. Além da CPTM e dos escoteiros, ela destaca a participação de outros parceiros na iniciativa, como a Federação de Bandeirantes do Brasil, um grupo formado por escolas de enfermagem e duas universidades e outro composto por instituições beneficentes, a exemplo do Rotary Club de São Paulo, entre outras.

A doença

A catarata provoca a perda da transparência do cristalino do olho, região ocular cuja função é atuar como uma lente para ajudar as imagens a se tornarem nítidas. Quando o cristalino fica totalmente embaçado, ocorre a cegueira e o processo pode atingir uma ou as duas vistas e demorar anos ou meses para se completar. A maior parte dos casos decorre do envelhecimento, porém, a doença pode estar associada a traumas, exposição à radiação, estar presente desde o nascimento ou ocorrer na sequência de uma cirurgia ocular, entre outros motivos.

O único tratamento é a intervenção cirúrgica. Os demais fatores de risco para a catarata são diabetes, fumar, exposição prolongada à luz do sol e consumo de bebidas alcoólicas. O diagnóstico é realizado por meio de exame médico e esse problema ocular causa cegueira (reversível com cirurgia) em mais de 46 milhões de pacientes no mundo, de acordo com os dados da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Esperança

“Em 30 minutos resolvi tudo”, conta o autônomo Antônio Eduardo Cavalcante Silva, paulistano de 63 anos, um dos primeiros atendidos na Estação Brás da CPTM, ontem, dia 4. No começo do ano passado, no exame de renovação de sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH), ele relatou ao médico do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) dificuldade para enxergar em ambas as vistas e foi, então, encaminhado para consulta oftalmológica.

“Paguei do bolso essa despesa, não tinha mais como esperar por atendimento médico e nela recebi o diagnóstico de cirurgia”, contou, mostrando o encaminhamento. “Fazer grátis esse procedimento é uma oportunidade única”, comemora Antônio. Depois dele na fila, a pensionista Aldemisa Sousa, de 55 anos, moradora de São Miguel Paulista, bairro da zona leste, relatou situação parecida. “Tenho perda de 80% na vista direita e 60% na esquerda, também não tenho como pagar pela cirurgia, os R$ 150 da consulta pesaram demais. Operar de graça é uma benção”, festejou Aldemisa.

Rogério Mascia Silveira
Imprensa Oficial – Conteúdo Editorial

Reportagem publicada originalmente na página IV do Poder Executivo I e II do Diário Oficial do Estado de SP do dia 05/07/2017. (PDF)

Posts relacionados

  • 73
    Reportagens assinadas desde 2002 para o Diário Oficial do Estado de São Paulo (Imprensa Oficial). 2017 20/07 - Estado assina contrato de concessão aeroportuária 20/07 - Unesp, USP e Unicamp divulgam calendário do Vestibular 2018 19/07 - Inscrições abertas na Escola de Inovadores da Fatec de São José dos Campos 12/07…
    Tags: de, da, do
  • 65
    Pioneiro, departamento da Faculdade de Educação Física formou centenas de profissionais especializados na reabilitação, iniciação na atividade esportiva e no treinamento do esporte de alto rendimento de pessoas com deficiência Avançar e inovar na área de educação física adaptada e formar profissionais especializados em pesquisa, reabilitação e esporte de alto…
    Tags: de, a, da, do
  • 64
    Foi-se o tempo em que o serviço público era território dos homens. Aos poucos, as mulheres foram chegando e tomando conta do espaço – com competência O Estado de São Paulo tem 372 mil servidoras públicas na ativa. Elas estão em todas as áreas e ocupam todos os cargos. No…
    Tags: de, a, do, da
  • 62
    Em dez anos, fiscais da Fazenda cassaram a inscrição do ICMS de mais de mil postos por sonegação fiscal e venda de produtos adulterados Em fevereiro, a operação De Olho nos Preços dos Combustíveis, da Secretaria Estadual da Fazenda, mobilizou 1,9 mil agentes fiscais de renda para pesquisar o preço…
    Tags: de, da, a, do
  • 60
    O Centro de Integração da Cidadania (CIC) é um programa que o Governo de São Paulo vem desenvolvendo com a finalidade de tornar acessíveis para a população de baixa renda os serviços públicos e benefícios sociais a que todo cidadão tem direito. O CIC começou a ser idealizado em 1994,…
    Tags: de, a, do, da

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*