Tecnologia da Fatec auxilia Guarda Municipal de Tatuí

Uma dupla de ex-alunos do curso de Gestão da Tecnologia da Informação da Faculdade de Tecnologia do Estado (Fatec) de Tatuí criou um sistema informatizado sob medida para a Guarda Civil Municipal (GCM) da cidade. Batizada de Pró-GCM, a aplicação tem duas funcionalidades principais: permitir aos 140 agentes da prefeitura registrar ocorrências pelo celular ou computador e automatizar a gestão da escala de trabalho e de materiais do almoxarifado, como coletes, armas e veículos, etc.

Lançada recentemente, a aplicação segue em fase final de testes e passará a ser usada efetivamente pelos GCMs até o final do mês. De uso interno na corporação e direcionado a facilitar o planejamento e a tomada de decisões estratégicas, o programa é uma criação dos ex-estudantes Mario Oliveira, de 24 anos, e Renato Almeida, de 27 anos, sob orientação do professor José Márcio Mathias.

Tempo real

O desenvolvimento do Pró-GCM foi iniciado em janeiro de 2015 e concluído em junho de 2016 – nesse mesmo mês, os ex-universitários concluíram o curso tecnológico na Fatec cuja duração é de seis semestres. O programa foi uma encomenda da prefeitura de Tatuí para a Fatec local. E como Mario e Renato já tinham uma empresa na área de criação de sites e desenvolvimento de sistemas para a internet, a Agência MZ, o pedido foi direcionado a eles pela escola.

“Antes, os agentes da prefeitura anotavam (com caneta) as ocorrências para depois digitá-las no computador”, explica Renato. Segundo ele, agora o formulário é eletrônico e preenchido uma única vez – mudança que acelera o atendimento e permite à corporação acessar quaisquer registros em tempo real.

Renato aponta também outras funcionalidades incorporadas ao sistema, fruto de diversas reuniões de levantamento de requisitos com a GCM, como gerar relatórios estatísticos em tempo real e formular escalas de trabalho mais eficientes.

Fortalecimento

Mario e Renato trabalhavam juntos desde 2008 em uma empresa de aplicações web. No final de 2014, decidiram montar negócio próprio e instalar a empresa na incubadora da Fatec Tatuí. Entretanto, antes de partir para sede própria, decidiram fortalecer o negócio e aproveitar a rede de contatos possibilitada pelo vínculo deles com a Faculdade de Tecnologia paulista ligada ao Centro Paula Souza.

“Também aproveitamos outros benefícios da incubadora, como a localização privilegiada da Fatec Tatuí e a economia com despesas, como banda larga, energia, água e serviços de limpeza”, observa Renato. O período de incubação da Agência MZ terminará no final deste ano, quando a empresa, que já atendeu 30 clientes, passará a atuar com independência.

Serviço

Fatec Tatuí
GCM de Tatuí
Agência MZ

Rogério Mascia Silveira
Imprensa Oficial – Conteúdo Editorial

Reportagem publicada originalmente na página II do Poder Executivo I e II do Diário Oficial do Estado de SP do dia 24/08/2016. (PDF)

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.