De olho no mercado profissional

Quase 70% dos inscritos no Programa Time do Emprego são do sexo feminino; treinamento gratuito beneficia inserção profissional

Estudo realizado pela Secretaria Estadual do Emprego e Relações do Trabalho (Sert) indicou que 67% do total de inscritos no Programa Time do Emprego são do sexo feminino. A iniciativa tem por objetivo auxiliar profissionais a partir dos 16 anos a conseguir um emprego, abordando todas as questões ligadas ao universo do mercado de trabalho e aos processos de seleção de pessoal.

Entre janeiro e setembro, dos 4.125 participantes do programa, 2.753 foram mulheres (67%). Do total de candidatos, 1.242 conseguiram emprego. A partir de 2011, a predominância de inscritos tem sido feminina. “As mulheres têm se preparado cada vez mais para entrar no mercado profissional e vêm fazendo a diferença na sociedade, com empenho, garra e dedicação”, afirma a supervisora do programa, Françoise Antunes.

Desde a sua criação, em 2001, foram atendidos 25,5 mil profissionais, dos quais 16,9 mil eram mulheres (66,2%). “Muitas participantes, até então donas de casa, desejam voltar ao mercado de trabalho depois de criarem seus filhos. Os homens, além de conseguirem empregos informais com menos dificuldade, são mais resistentes a procurar por esse tipo de capacitação”, observa Françoise.

Compartilhar e crescer

O Time do Emprego é inspirado em uma metodologia canadense de colocação e de valorização profissional e foi adaptado pela Sert à realidade brasileira. Com atendimento acolhedor e personalizado, destaca as experiências de cada um no mundo do trabalho. Promove 12 encontros presenciais semanais, de três horas cada, de até 30 participantes.

Os grupos do programa são chamados de turmas do Time do Emprego e já foram organizadas 189 delas em todas as regiões do Estado. O serviço é gratuito, realizado em parceria com as prefeituras, e inclui material didático formado por dez apostilas do Manual do Participante. Em 2014, o Time do Emprego atendeu 99 municípios e a próxima meta da Sert é estendê-lo para todos as cidades paulistas com mais de 10 mil habitantes.

O perfil dos inscritos é variado, com públicos de diversas faixas etárias – a maioria formada por jovens em busca do primeiro registro profissional. De modo comum, em todas as turmas são estimulados solidariedade, união e apoio mútuo entre os participantes, com o compartilhamento coletivo de experiências entre quem busca uma ocupação e os profissionais designados pela Sert para comandar os encontros e transmitir os conteúdos previstos no programa, os chamados “facilitadores”.

Eles são, em grande parte, profissionais ligados à área de recursos humanos, como psicólogos, assistentes sociais, pedagogos, sociólogos, entre outros. Com a utilização de técnicas de direcionamento ao mercado de trabalho, orientam os participantes sobre como descrever habilidades, redigir currículos e dão orientações de comportamento em entrevistas e processos seletivos de emprego, entre outros assuntos.


Sem deixar a “peteca cair”

Maria Aparecida Valois, 44 anos, técnica em Radiologia, participou do programa no final do ano passado. Mãe de duas filhas e moradora da Vila Formosa, zona leste da capital, estava desempregada desde setembro de 2013, quando se inscreveu no programa depois de ler matéria no jornal. “Nunca deixei a ‘peteca cair’”. O apoio da minha família foi muito importante para que eu superasse esse momento”, constata.

Após ter participado do Time, Maria foi admitida, em janeiro, como atendente de internet em uma rede de concessionárias de veículos. “As trocas de experiências e as dicas específicas sobre português, matemática e redação foram ferramentas importantes nos processos seletivos. Inclusive, muitas que participaram comigo (do programa) conseguiram assinar carteira de trabalho”, afirma.

“Uma pessoa de alto-astral, mas um pouco atrapalhada”. É o que afirmam as facilitadoras do Time do Emprego em São Roque sobre Sheila Janaína, de 27 anos. Ela sempre trabalhou no ramo de gastronomia, mas estava à procura de colocação no setor administrativo. Após várias entrevistas frustradas, no final do ano passado, sua prima a convidou para participar do programa. “Com as aulas, consegui identificar erros que cometia nos processos seletivos”, explica. Um mês depois do programa, conseguiu ser registrada como auxiliar administrativa.

Serviço

Interessados em participar das próximas turmas devem se informar pelo telefone (11) 3241-7207 ou pelo e-mail timedoemprego@emprego.sp.gov.br. Os 251 Postos de Atendimento ao Trabalhador (PATs), distribuídos no Estado, também informam a respeito.

Rogério Mascia Silveira
Imprensa Oficial – Conteúdo Editorial

Reportagem publicada originalmente na página IV do Poder Executivo I e II do Diário Oficial do Estado de SP do dia 08/11/2014. (PDF)

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.