Cetesb e prefeitura vão gerenciar áreas contaminadas da capital

A Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb) e a prefeitura de São Paulo vão instalar sistema para gerenciar áreas contaminadas na capital. O trabalho está previsto no acordo de cooperação assinado recentemente pelo presidente da Cetesb, Rubens Lara, e pelo secretário municipal do Verde e Meio Ambiente, Eduardo Jorge. A parceria prevê transferência de conhecimento e de informações entre os órgãos e elaboração de um cadastro das áreas contaminadas.

A intenção é iniciar uma política de recuperação dessas regiões. Será debatida a aplicação de medidas emergenciais para evitar exposições comprovadas aos contaminantes ou riscos agudos para a população. Segundo a Cetesb, das 1.336 áreas contaminadas existentes no Estado, 489 estão na capital. São 397 postos de combustível, 42 indústrias, 28 lojas, 20 estabelecimentos de deposição de resíduos e duas de acidentes desconhecidos.

A Cetesb vai orientar o treinamento de técnicos da prefeitura e promoverá a transferência de conhecimentos técnicos, além de oferecer informações para a criação de planos de trabalho que têm como objetivo sanar as áreas contaminadas.

Rogério Mascia Silveira
Da Agência Imprensa Oficial

Reportagem publicada originalmente na página IV do Poder Executivo I e II do Diário Oficial do Estado de SP do dia 03/06/2005. (PDF)

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.