Portadores de necessidades especiais ganham capacitação na Estação da Lapa

Cursos profissionalizantes e atividades culturais visam à inclusão dessas pessoas na sociedade e no mercado de trabalho

Um grupo de 17 alunos portadores de necessidades especiais recebeu certificados de conclusão do primeiro curso de panificação de 2005, realizado pelo Fundo Social de Solidariedade (Fussesp), na Estação Especial da Lapa.

A turma de formandos aprendeu a produzir bolos, salgados, pães e doces. Elizabeth Almeida, psicóloga e coordenadora, explica que o objetivo do treinamento é a inclusão dessas pessoas no mercado de trabalho e no convívio social: “A panificação é uma das opções. Além disso, os interessados praticam esportes e participam de diversas oficinas culturais”.

A Estação Especial da Lapa reserva 70% das vagas nas atividades para deficientes, e as 30% restantes à comunidade carente. As aulas são ministradas de segunda a sexta-feira, das 8 horas às 17h30. O entusiasmo dos participantes é grande. “Recebo muito apoio da professora e procuro fazer as lições da melhor maneira possível”, conta Adilson Santana, 52 anos, aluno de panificação e deficiente visual há oito anos.

Oficinas culturais

A Estação Especial da Lapa está localizada numa antiga estação de trem, na zona oeste da capital. Dispõe de instalações adaptadas para atender e capacitar portadores de necessidades especiais e cidadãos carentes. Segundo a diretora da Estação, Vera Lúcia Alves, o ambiente especializado permite trabalhar as diferenças de forma natural e aumentar o potencial de aprendizagem dos alunos.

As oficinas culturais abrangem teatro de animação, origami, capoeira, bricolagem, marcenaria e marchetaria, sensibilidade musical, horta e jardinagem, cerâmica, objetos em madeira, folclore e teatro, dança, encadernação e cartonagem, entre outras. Os cursos profissionalizantes são tapeçaria de móveis, informática, tricô a máquina, serviços administrativos, arte em couro, panificação, costura, telemarketing, elétrica, hidráulica e pintura.

Atletismo, basquete, caminhada, educação motora, futsal, ginástica rítmica, judô, natação, hidroterapia, ritmo e expressão e vôlei fazem parte das modalidades esportivas. Incluem-se, também, oficina de Língua de Sinais Brasileira (Libras) e equoterapia e acesso gratuito à internet. Os frequentadores da Estação Especial da Lapa podem fazer trabalhos e digitar currículos no Infocentro. Ao chegar, o usuário preenche termo de adesão e utiliza os computadores por 30 minutos.

Serviço

Estação Especial da Lapa – Rua Guaicurus,1.274 – Lapa – São Paulo (SP)
Tel. (11) 3873-6760, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h30

Rogério Mascia Silveira
Da Agência Imprensa Oficial

Reportagem publicada originalmente na página II do Poder Executivo I e II do Diário Oficial do Estado de SP do dia 17/03/2005. (PDF)

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.