Sabesp ganha o principal prêmio no setor de saneamento do Brasil

Reconhecimento foi conferido pela Abes por ações de estruturação, capazes de melhorar processos operacionais e gerenciais de serviço de água, esgoto e lixo

A Sabesp, empresa vinculada à Secretaria de Energia, Recursos Hídricos e Saneamento recebeu, em Vitória (ES), o Prêmio Nacional de Qualidade em Saneamento Ambiental (PNQS-2004 – Nível II), conferido pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (Abes). Considerado a mais importante distinção do setor na América Latina, o título foi concedido às Unidades de Negócio de Tratamento de Esgotos e de Negócios Oeste, ambas da diretoria metropolitana. Nessa oitava edição concorreram 15 sistemas de água e esgotos.

Os critérios de avaliação foram liderança; estratégias e planos; clientes e mercados; sociedades; informações e conhecimento; pessoas; processos e resultados. A Unidade de Negócio de Tratamento de Esgotos da Região Metropolitana da Sabesp atende 37 municípios, com população estimada de 10 milhões de clientes. Coleta 81% de todo o esgoto produzido e, desse total, trata 60%. O atual índice de recolhimento e tratamento de toda a rede da companhia é de 55% e supera a média nacional, que é de 48%, conforme informações divulgadas pelo IBGE em 2003.

Rumo à Holanda

A solenidade de premiação foi realizada às 19h30, no salão térreo do Centro de Convenções de Vitória. No mesmo dia, os ganhadores do PNQS-2004 apresentaram seus trabalhos no 8º Seminário de Benchmark. Os premiados receberam o troféu “Quiron”, diploma e uma viagem em missão técnica de estudos à Holanda, em empresas consideradas modelo no setor de saneamento.

O PNQS foi criado há sete anos para promover a excelência nos serviços prestados e ampliar a qualidade de vida da população atendida. Premia ações de estruturação capazes de melhorar processos operacionais e gerenciais de empresas de serviço de água, esgoto e lixo.

O rigor dos critérios e as ferramentas oferecidas pela estrutura do prêmio – cursos de preparação dos profissionais e uma visita de auditoria a todos os serviços aos quais se candidatam – levam as empresas a se prepararem para ser vencedoras. Esse processo gera a melhoria e a modernização do sistema, e sua preparação dura praticamente todo o ano.

Primeiro, as concorrentes fazem uma auto-avaliação para saber se estão aptas à premiação, e em seguida um relatório de gestão, estabelecendo metas e propostas de melhorias. Inscritas, recebem a visita de dois avaliadores externos que conferem todas as informações e, ao final do processo, apresentam relatório apontando os pontos fortes e oportunidades de melhoria.

Dessa forma, mesmo quem não ganha a competição tem vantagens, já que recebe uma consultoria de alto nível para o seu método de gestão. Uma banca de examinadores credenciada pela Abes analisa toda a documentação das concorrentes e dos auditores para definir os vencedores. Estão representadas nessa mesa de trabalho as principais entidades vinculadas ao saneamento ambiental no Brasil.

Rogério Mascia Silveira
Da Agência Imprensa Oficial

Reportagem publicada originalmente na página IV do Poder Executivo I e II do Diário Oficial do Estado de SP do dia 02/12/2004. (PDF)

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.