Mister Sheik emprega 114 garotos da Febem com carteiras assinadas

Menores terão jornada diária de oito horas de trabalho, salário de R$ 480, vale-transporte, refeição e plano de carreira

A rede de lojas de alimentação Mister Sheik é a mais nova aliada do governo paulista na reintegração social de menores. A empresa decidiu contratar 114 adolescentes da Fundação Estadual do Bem-Estar do Menor (Febem) para trabalhar na produção de esfihas nos 38 estabelecimentos comerciais que a rede de fast food mantém na capital.

No Mister Sheik, a primeira atividade dos novos profissionais será participar de um treinamento de 400 horas nas lojas da rede, onde receberão salário de R$ 240 e serão contratados pelo regime CLT. Ao término do período, serão efetivados com jornada diária de oito horas de trabalho e receberão vale-transporte, refeição, uniforme e plano de carreira. O salário será reajustado para R$ 480.

Os escolhidos para trabalhar no Mister Sheik serão indicados pela Febem. Os critérios de seleção foram ter idade acima de 16 anos, bom aproveitamento escolar e garantia de que a família acompanhará o desenvolvimento do garoto. Os selecionados irão trabalhar na capital, nas lojas do Shopping Guarulhos, Shopping Metrô Tatuapé, Shopping Metrô Santa Cruz, Terminal Rodoviário do Tietê e na zona norte, na loja do bairro de Santana.

O presidente da instituição, Paulo Sérgio de Oliveira e Costa, conta que são observadas as habilidades e aptidão que cada adolescente possui, e eles então são direcionados para os cursos profissionalizantes e oficinas culturais mantidas nas unidades, como a de panificação. “As opções são diversificadas e incluem atividades com artes visuais, cênicas, musicais, fotografia, danças e capoeira, explica.

João e Tiago, internos da Unidade do Brás, fizeram curso de informática patrocinado pela Fundação Bradesco. “Depois de nove meses, estamos prontos para readquirir nossa dignidade, conseguir um emprego e assumir uma vida nova, junto com nossas famílias”, contam.

Visita no Brás

Na quarta-feira, dia 19, a diretoria executiva do Mister Sheik conheceu as instalações e a oficina de panificação do Complexo da do Brás, que possui sete unidades da Febem e atende 1,5 mil reeducandos na capital.

A visita começou pela oficina de panificação, onde Renata Nogueira Gomes, diretora executiva do Mister Sheik conheceu e degustou esfihas, salgadinhos, pão-de-mel e doces. Ela conta que os funcionários da rede estão sendo preparados para o cotidiano com os meninos. “O objetivo é recebê-los sem nenhum preconceito, como colegas, e oferecer uma nova perspectiva de vida para eles”, conta emocionada.

Empresário Amigo da Febem

A parceria entre Estado e o Mister Sheik será assinada no dia 25 de novembro. O projeto assumido pela rede alimentícia inaugura uma série de novas parcerias que serão anunciadas à razão de uma por semana, a partir de agora. São várias empresas interessadas em colaborar com a reinserção social dos jovens da Febem. O programa está sendo chamado de Empresário Amigo da Febem.

Gabriel Chalita, secretário estadual da Educação, explica que a idéia é reunir empresas interessadas em colaborar com a recuperação e resgate da auto-estima dos garotos, principalmente pela via da empregabilidade. “É um grande passo na busca pela diminuição da violência, que elimina sua principal causa, a desigualdade social”, explica.

Rogério Mascia Silveira
Da Agência Imprensa Oficial

Reportagem publicada originalmente na página II do Poder Executivo I e II do Diário Oficial do Estado de SP do dia 26/11/2003. (PDF)

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.