Unicamp habilita agentes para atuar como gestores de saúde da mulher

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) está promovendo até domingo o 10º Programa de Estudos em Saúde Reprodutiva e Sexualidade, para 27 gestores de saúde da mulher de todo o País. O treinamento foi iniciado dia 10 sob a coordenação do Núcleo de Estudos de População (NEPO) da universidade.

O projeto tem o apoio do Ministério da Saúde e promove atividades de pesquisa, capacitação, assessoria e reciclagem de recursos humanos para os agentes de saúde. Entre os temas, destacam-se concepção e contracepção; exame pré-natal, parto, amamentação; aborto; Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) e Aids; câncer de colo de útero e de mama; violência sexual e doméstica e saúde mental, entre outros.

O Projeto

De caráter multidisciplinar, o programa de estudos foi iniciado em 1992 e visa a integrar as áreas de ciências humanas e da saúde. Contempla tópicos referentes à saúde reprodutiva e aos direitos sexuais reprodutivos. Os assuntos são Saúde como Direito; Tendências Recentes da Mortalidade, da Fecundidade e seus Principais Diferenciais Socioeconômicos, Geracionais e Raciais Técnicos; Panorama da Saúde da Mulher no País; Gestão em Saúde e Gestão em Saúde Reprodutiva da Mulher.

Conheça o NEPO

O NEPO reúne profissionais de especialidades distintas com formação em demografia, com ênfase nas ciências sociais. Dispõe de infraestrutura e de apoio técnico e administrativo, incluindo centro de documentação, serviço de apoio em informática e secretarias. Seu objetivo é produzir conhecimento para a demografia de uma perspectiva interdisciplinar e formar novos profissionais para a área. O resultado do trabalho é utilizado de modo direto e indireto como subsídio para órgãos públicos, de caráter federal, estadual e municipal.

O Núcleo também colabora com outras instituições de ensino e pesquisas nacional e estrangeira, além de promover intercâmbio entre a comunidade científica e a sociedade, por meio da participação em seminários, palestras, conferências e prestação de serviços. As linhas de pesquisa analisam fenômenos demográficos como fecundidade, nupcialidade, mortalidade e migração. E também questões sociais, políticas, culturais e econômicas. As principais linhas são População e Ambiente; Demografia e Políticas Públicas; Mobilidade Espacial da População; Demografia das Etnias; Saúde Reprodutiva e Sexualidade; Saúde e Morbi-Mortalidade; Família, Gênero e Demografia e Geoprocessamento em Demografia.

Serviço

Núcleo de Estudos de População (NEPO) da Unicamp
Tel. (19) 3521-5893

Rogério Mascia Silveira
Da Agência Imprensa Oficial

Reportagem publicada originalmente na página II do Poder Executivo I e II do Diário Oficial do Estado de SP do dia 14/08/2003. (PDF)

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.